RTP

Hélder Reis: Entre informação e entretenimento «há um diferença abismal»

helder reis

helder reis

O programa da RTP «Praça da Alegria», mudou de casa deixando o Centro de Produção do Porto e transmitindo agora a sua emissão a partir de Lisboa. Com a mudança para a capital, mudaram igualmente os rostos que apresentam o programa bem como a imagem do programa das manhãs da RTP.

Hélder Reis que iniciou a sua carreira na «Praça da Alegria» em 2002 e que se mantém na equipa apesar da mudança, não se mostra indiferente ao contexto que se vive na estação pública e defende em entrevista JPN (jornal  digital da Licenciatura em Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria, Multimédia da Universidade do Porto) que «a RTP não é Porto e Lisboa. É Bragança, Faro e ilhas».

O apresentador que é também vocalista de uma banda, acredita que as suas reportagens a partir de diversos pontos do país cumprem o serviço público a que o canal se presta:«O meu papel no programa cumpre esses propósitos. Todos os dias estou numa terra diferente, a falar de uma realidade diferente, com uma pessoa diferente, que pode ir do mais etnográfico e tradicional, ao mais contemporâneo e empreendedor»,  explica.

Na semana em que a RTP estreia a sua nova grelha para 2013, que assenta no ‘infotainment’, Hélder Reis defende o género: «Eu acredito muito num ‘infotainment’. A RTP já o faz há muitos anos. A informação teve durante muito tempo, antes da Praça da Alegria, jornalistas como apresentadores de entretenimento»,confessa. No entanto, para o repórter entre entretenimento e informação «há uma diferença abismal».

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close