RTP

“Festival da Canção 2012” terá uma maior componente de “espetáculo televisivo”

Falta pouco mais de um mês para uma das emissões mais aguardadas do ano. Fãs e apaixonados pela música e pela magia da Eurovisão preparam-se para conhecer qual a canção que vai representar o nosso país no certame internacional. Este ano, o Festival da Canção está diferente, tem uma nova mecânica, mas o objectivo continua a ser o mesmo: escolher o melhor tema que possa trazer a melhor classificação para o nosso país. A apresentação à imprensa decorreu na passada segunda-feira e A Televisão conta-lhe agora todos os pormenores do Festival da Canção 2012.

Desde há muito tempo que a dúvida permanece. Deve afinal a RTP apostar nesta emissão, ou escolher de imediato um tema que a represente no Festival da Eurovisão? “Tem sido um estímulo. Para nós, só é evidente que tem que existir”, afirmou Hugo Andrade durante o evento.

E para que não fosse apenas “mais uma emissão”, este ano a direcção de programas decidiu escolher um tema para o certame. E, numa altura em que está nas bocas do mundo, depois de ter sido considerado Património Imaterial da Humanidade, o Fado é o conceito que estará subjacente a todas as canções. Mas atenção. Não vamos ver somente este estilo musical no Festival. Todos os temas terão alguma referência ao Fado, “o que não significa que sejam todos fados”, explica Hugo Andrade.

Ao contrário do que tem vindo a acontecer ao longo dos últimos anos, desta vez o certame será emitido a partir do estúdio 1 da RTP e não numa conhecida sala nacional. A justificação é simples: “Temos um estúdio de excelência para fazer um espectáculo de qualidade”, defende o diretor de programas, acrescentando que este ano “queremos que seja um grande programa de televisão”.

E é precisamente por ter esta maior componente de programa televisivo que a capacidade para público em estúdio será menor do que acontece em outros anos, uma vez que o estúdio tem capacidade apenas para 200 pessoas. Ao longo da emissão e para lá da atuação das doze canções que estarão na luta pelo primeiro lugar, haverá ainda, segundo José Poiares, responsável pelo Festival da Canção por parte da RTP, seis momentos extra-concurso, que vão decorrer, precisamente entre as atuações dos temas a concurso.

Quanto à selecção das doze vozes foi feita, tal como já lhe revelámos anteriormente, através de um casting a nível nacional. Para Hugo Andrade estas são as “doze melhores vozes” e aquelas que mais se adequam ao pretendido. Posteriormente foram convidados doze compositores para elaborarem os diferentes temas. Quanto à produção, está a cargo de Fernando Martins e Ramon Galarza, ficando cada um deles com a produção de seis músicas. Eis a lista completa de compositores, letristas, intérpretes e produtores:

A conduzir a emissão estarão Sílvia Alberto e Pedro Granger, que após sete anos de desencontro televisivo se voltam a juntar e prometem surpreender na condução da edição de 2012 do Festival da Canção.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close