RTP

Estreia no próximo domingo “Portugal Selvagem” na RTP2

ESTREIA_PORTUGAL_SELVAGEM_RTP2

“Portugal Selvagem” é uma série documental de 14 episódios de 26 minutos cada, que sintetiza de uma maneira absoluta a extraordinária a biodiversidade que tem Portugal Continental e os arquipélagos da Madeira e dos Açores, as duas regiões autónomas que ocupam uma superfície de 779 Km2 e 2.230 Km2 respetivamente. Natureza, ecologia e meio ambiente são os pilares básicos desta série, e para valorizar as portentosas virtudes do paraíso português, há uma descrição exaustiva dos diversos ecossistemas que configuram a realidade física lusa, dando especial ênfase às inúmeras espécies animais e vegetais, que reúne o conjunto territorial de um país majestosamente implantado na Península Ibérica.

O continente português estende-se ao longo de quase 89.000 Km2, e em grandes sulcos, onde o Rio Tejo marca a linha que divide as paisagens montanhosas e húmidas do norte das paisagens planas e cálidas do sul. Esta diferença climática afeta radicalmente a flora local e por isso, nas terras setentrionais, reina o bosque de árvores caducas, sobretudo os sobreiros, enquanto que o meio-dia se caracteriza pelas exuberantes tonalidades da típica vegetação mediterrânea. A norte, as vertentes escarpadas de Trás-os-Montes e do Alto Douro, são o habitat predileto de algumas espécies animais tão significativas como a águia-real, veados e javalis, o perseguido lobo, raposas, gatos monteses e o escassíssimo lince ibérico.

A Sul impera o ruidoso universo das aves migratórias que incessantemente colonizam os pântanos da Ria Formosa, o estuário do Rio Sado ou o Cabo de S. Vicente. Todo o território português se expressa numa beleza transbordante e cada palmo da sua bondosa superfície está cheio de espaços tão irrepetíveis como o Parque Nacional da Peneda-Gerês; o Parque Natural de Montesinho e o Douro internacional; a Serra da Estrela; a costa de Aveiro, conhecida como a “Veneza de Portugal”; a reserva natural das Dunas de S. Jacinto; o bosque do Buçaco; a Serra da Lousã; Estoril e Cascais, a “Riviera portuguesa”; o maciço calcário em que assenta o Parque Natural das Serra de Aire e Candeeiros; as marismas do Tejo; o Parque Natural de Sintra-Cascais; São Mamede; o Vale do Guadiana; o Alentejo e as praias do Algarve; a Arrábida; Monchique; e claro a Madeira, uma verdadeira joia preciosa, património da humanidade, perdida no meio do Oceano Atlântico; e São Miguel, a chamada “Ilha verde”, uma das nove maravilhas que compõem o Arquipélago dos Açores. Um enorme território para deliciar os olhos e explorar, uma aventura que permite divulgar o “Portugal Selvagem”, graças à criação de uma série documental. Seguramente será uma viajem empolgante, que sem dúvida nenhuma provocará no espetador a inevitável necessidade de admirar “in situ” a lendária pátria portuguesa.

No dia de estreia serão emitidos dois episódios, uma breve apresentação dos lugares mais emblemáticos e as espécies animais e vegetais mais representativas, transformando esta série documental num produto audiovisual rigoroso, e uma referência para o futuro ao mesmo tempo que traduz a realidade atual do fabuloso universo português. O segundo episódio será sobre o Lobo Ibérico.

  • Proud Tuga

    Fantástico! Desde já, independentemente dos temas ou regiões abordados, ou meus muitos parabéns pela iniciativa. Temos que nos despegar dos elefantes, rinocerontes e gnus e tomar mais atenção ao lobo, gineta, lince e esquilo, etc…

    Portugal tem muito para ver e oferecer! ;D

    • pickles

      Este programa ainda é da altura do Fragoso era mais um dos formatos em gaveta ha algum tempo. É pena ter ido parar a um horário tão pouco nobre.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close