RTP

ERC abre inquérito sobre caso RTP

RTP1

 

O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) afirmou ontem que o regulador vai ouvir todas as pessoas envolvidas na polémica de cedência das imagens da RTP, sobre os incidentes na manifestação, em frente ao Parlamento, a 14 de novembro.

Carlos Magno, depois de um encontro com o presidente da RTP disse aos jornalistas que “a ERC vai fazer um processo de averiguações e começar do zero”, não colocando de parte a hipótese de vir a ouvir elementos da PSP. Sobre a duração do inquérito, Carlos Magno afirmou: “Espero que seja rápido” e realçou que a sua preocupação é “defender o poder editorial”. Contou que a ERC recebeu uma carta aberta da Comissão de Trabalhadores que considera “uma participação não oficial, e um pedido para que a ERC se pronuncie”.

O presidente da ERC adiantou ainda, que teve acesso ao resumo do inquérito da RTP e que a ERC iniciou já a recolha de informação para que o inquérito arranque oficialmente na próxima terça-feira.

De recordar que o inquérito interno da RTP concluiu que o demissionário diretor de informação, Nuno Santos, autorizou a que “a PSP visionasse as imagens num sítio discreto que não no Arquivo”.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close