RTP

«Com Amor se Paga» esta semana vai para o ar à tarde

Odete Santos Com Amor se Paga

 

Com a transmissão do jogo da Grande Final da Taça dos Campeões Europeus no passado sábado, e devido às grandes penalidades, a televisão do estado acabou por não emitir o programa apresentado por Catarina Furtado.

Assim, este sábado, Com Amor se Paga terá a homenagem a Odete Santos, mas vai para o ar às 15h30, devido à transmissão da grande final do Festival Eurovisão da Canção, que vai ocupar toda a grelha de horário nobre.

Conheça as histórias que vai poder ver amanhã, para lá do tributo a Odete Santos.

 

Carlos Dias criou em Torres Vedras a Comunidade Concha de Santiago que dá apoio e distribui comida entre a população sem-abrigo.
Aos mais desfavorecidos ajuda com o que consegue angariar. Tentando sempre levar mais pessoas aderir à sua causa. A Concha de Santiago nasceu da experiência gratificante de serviço e encontro com os mais desfavorecidos.

Em “Com Amor se Paga” vamos ter uma atuação muito especial.

Sandra Junot quer homenagear os primos Maria Antónia e António Guerreiro que a criaram desde os 7 anos. Sandra perdeu o pai muito cedo e devido a dificuldades que a mãe passava, foi criada pelos primos. Em breve Sandra vai deixar o país com o marido e não quer ir embora sem agradecer publicamente todo o carinho e amor que os primos lhe dedicaram.

Em estúdio, Sandra vai cantar e encantar com o tema preferido dos primos.

O grupo Papelaria Fernandes, uma das marcas mais emblemáticas do país, encerrou 10 lojas e mais de 300 funcionários ficaram sem trabalho. José Morgado Henriques, hoje um dos maiores acionistas, arriscou e investiu para manter a empresa em funcionamento. Hoje a Papelaria Fernandes abriu mais duas lojas em Lisboa e voltou a contratar alguns antigos funcionários.

Em “Com Amor se Paga” vamos assistir a um Flashmob com os empregados na Papelaria Fernandes do Largo do Rato.

Maria de Lurdes fundou há 12 anos o CRID – Centro de Reabilitação e Integração de Deficientes. Este centro dá apoio diário a mais de 150 pessoas portadoras de deficiência. Maria de Lurdes é incansável nos projetos que procura realizar, nunca perdendo a esperança ou desanimando perante as dificuldades.

Em “Com Amor se Paga” vamos assistir a uma atuação de bailarinos de tango.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close