RTP

«Com Amor se Paga» é o novo programa de Catarina Furtado

Com Amor se Paga

O palco ideal para agradecer a alguém especial pelo papel que desempenha na vida de muitos, para partilhar projetos que encontram soluções e descobrem caminhos é inaugurado dentro de uma semana, na antena da televisão pública. Catarina Furtado é a anfitriã e a produção está a cargo da Fremantle. Bem ao estilo do malogrado Perdoa-me, Com Amor se Paga vai agradecer a figuras ilustres da sociedade portuguesa e a desconhecidos. Um simples obrigado pode dar mote a diversas manifestações de amor.

“É aqui que se vão desenrolar histórias verdadeiras, onde vamos conhecer vidas extraordinárias de pessoas que são uma fonte de inspiração para umas, e que por isso mesmo, vão passar a ser para muitas mais, que vão ser os nossos espectadores”, são estas as primeiras palavras da apresentadora ao A Televisão sobre este seu novo projeto. “Este palco vai ser o espaço onde vou receber pessoas que vêm dizer de várias formas a palavra obrigado. Pessoas que, por motivos muito especiais fizeram mudar a vida de alguém”, prossegue Catarina Furtado.

Sempre com o fator surpresa presente, os sofás brancos e o grande palco de Com Amor se Paga prometem momentos de grande emoção. “Vão aqui acontecer momentos inspiradores, momentos bem-dispostos, momentos com emoção, não vamos ter medo de deixar correr as emoções, sejam elas de grande alegria, são sempres positivas. Mas são emoções que às vezes até podemos chorar por alegria”, acrescenta a comunicadora.

Em cada emissão, com duração de, aproximadamente, setenta e cinco minutos, vão ser apresentadas “cinco a seis histórias”. E os visados são de todas as áreas.  “Vão desde médicos, empresários, conjuntos de trabalhadores, voluntários.”, conta o produtor, Frederico Ferreira de Almeida.

Por tudo isto, e num momento de crise como aquele que se vive no nosso país, este é o momento certo para a estreia de Com Amor se Paga: “este formato aparece no momento certo, na altura certa, em que a vida não é só a economia, não são só os governos, é muito mais do que isso. As pessoas, individualmente e em conjunto, fazem toda a diferença. Penso que aqui a RTP teve a sensibilidade de pegar num formato destes, colocar a Catarina a dirigir e num momento em que o país precisa”, explicou o homem forte da Fremantle.

Opinião partilhada por Hugo Andrade: “existem inúmeros projetos, inúmeros formatos, inúmeros programas, mas muitas vezes um bom programa não encontra o momento certo para ser exibido. E este é um bom programa, e a Catarina é a pessoa certa para o fazer. Acho que conjugámos aqui tudo aquilo que fazia sentido, é um programa muito emotivo pela positiva e é um programa que vai pôr as pessoas a agradecer umas às outras”.

Aponte já na sua agenda. Sábado, 21 de abril. 22h15. Com Amor se Paga, o que não tem preço… Na RTP 1!

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close