Resumos

«Mundo ao Contrário»: resumo de 1 a 7 de julho

Mundo_ao_Contrario-resumo

Mundo_ao_Contrario-resumo

Resumo de 1 a 7 de julho de Mundo ao Contrário.

Episódio 50

Catarina enfrenta Pedro e diz-lhe que um dia ele vai cometer um erro e ela e os irmãos vão estar lá para recuperar o que é deles. Pedro admira a postura segura de Catarina, mas diz-lhe que Constança tinha razão quando dizia que ela era apenas uma miúda arrogante. A rapariga ignora o comentário e diz que ele só os conseguiu unir e que, juntos, eles são mais fortes que Pedro. Catarina sai e leva Micael e João, que ainda está muito nervoso. Já fora da empresa, Catarina não resiste e chora no ombro de Micael, com saudades do pai e com a revolta da situação.

Em casa, Constança discute com João por, mais uma vez, ele ter usado a força em vez da cabeça para resolver os problemas com Pedro. Catarina manda-os calar e explica-lhes que sempre que discutem, Pedro ganha. O que têm de fazer é unir-se e tentar descobrir alguma ponta solta que ele tenha deixado e apanhá-lo por aí. Constança e João acabam por conseguir confiar nas palavras da irmã e comprometem-se a unirem-se para vencer.

João desabafa com a filha e diz-lhe que, apesar de tudo, o que lhe custa mais é que Salomé continue a viver em casa de Pedro como se nada fosse. Embora Maria não queira dizer ao pai o que sabe, pede-lhe com firmeza que esqueça a mãe, pois ela já não gosta deles. João pensa que a filha está a assumir as dores dele, mas Maria nega, deixando João intrigado.

Cila vai ter com Sheila para lhe mostrar a gravação que fez da conversa das primas, mas percebe que não se ouve nada do que elas dizem, ficando chateada. Sheila acalma-a, dizendo-lhe que aquele assunto ainda vai dar azo a muitas conversas. Sheila começa a pensar em todas as mulheres com quem Pedro se envolve e ri, dizendo que o jeito na cama está nos genes. Cila consegue animar-se.

Amélia vai a casa de Pedro e encontra Salomé de quem tem uns ciúmes terríveis. Sem hesitar, Amélia pergunta-lhe pelo marido e quais são os verdadeiros motivos para ela estar naquela casa. Salomé sente-se acossada pela agressividade de Amélia e vai embora quando Pedro chega. Os amantes conversam e Amélia reforça que quer Salomé dali para fora. Pedro descansa-a, dizendo-lhe que só tem olhos para ela. Amélia pergunta-lhe o que se passou entre ele e Lara, pois na noite anterior a rapariga estava muito perturbada. Pedro fica apreensivo e diz que não há nenhum motivo para ele e Lara se terem chateado. Amélia não fica convencida, mas não insiste.

Chiquinho aparece no bairro da Pedra, para surpresa geral. O jogador ainda está em processo de recuperação e anda de cadeira de rodas, no entanto, o efeito que tem sobre as crianças ainda é o mesmo de quando jogava. Ao ver os miúdos à volta dele, Maneca pergunta-lhe o que é que ele foi fazer ao bairro e Chiquinho responde que foi à procura de Vítor. Todos vão chamar o polícia e Chiquinho agradece-lhe por ele lhe ter salvado a vida. O jogador conta que não se lembra de nada do que se passou e Maneca regista a informação.

Adelaide levantou dinheiro antes de levar Sarita à escola. Quando está a guardar o dinheiro na carteira, um rapaz aponta-lhes uma seringa, ameaçando-as. Se Adelaide não lhe der a carteira, ele pica-as. A mãe de Patrícia dá-lhe a carteira, muito nervosa e depois as duas vão até à loja de frangos, onde Simão liga à polícia. Sheila conta a César o que se passou e ele fica muito apreensivo. Assim que encontra Patrícia e Sarita, o traficante vai ter com elas e pergunta se está tudo bem. Patrícia diz que sim e Sarita conta alguns detalhes do assalto. César sente-se a perder o controlo no bairro.

Assim, César vai à oficina e pede a João e a Sérgio para estarem atentos a movimentos estranhos e diz-lhes que vai colocar um dos seus homens à porta para garantir a segurança. João pergunta se é mesmo necessário, mas César mede forças com ele e pergunta se ele quer que Maria seja a próxima a ser assaltada. César chama Sérgio à parte e reforça a proposta que já lhe tinha feito de ele entrar para o tráfico. Sérgio fica apreensivo e diz que não, mas César tenta persuadi-lo mostrando-lhe a sua arma.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close