Resumos

«A Impostora»: resumo de 17 a 23 de abril

Resumo de 17 a 23 de abril da novela A Impostora.

Episódio 169

Em casa de Verónica, Jaiminho dá à mamana o seu presente: um desenho onde estão ele, “Vitória” e Clarinha, mais um bolo de aniversário. Verónica agradece a Diana deixar as crianças ir consigo.

Afonso entra para falar com Yara, que lhe diz que ele a voltou a trair. Afonso faz-se de desentendido, mas ela mostra-lhe no portátil imagens captadas pelo telemóvel de Daniel, em que vemos uma arma apontada a Sofia. Yara diz a Afonso para lhe contar tudo sobre a carta que está na posse de Raul.

Rodrigo espreita para casa de Raul, que tem a porta aberta e vê Raul inconsciente, com uma poça de sangue junto à cabeça.

Diana telefona à polícia e faz queixa de Verónica, dizendo que ela raptou as crianças. Beatriz ouve o telefonema e pergunta à mãe o que está a fazer.

Beatriz tenta avisar Verónica do que a mãe fez, mas Diana não deixa e tranca-a no quarto. Beatriz fica furiosa com a mãe.

Yara pressiona Afonso, que não quer falar. Yara dá ordens a Daniel. Este escuta pelo auricular e aponta a mira da arma mesmo à cabeça de Sofia. Afonso cede e diz que conta o que ela quer saber.

Raul diz a Rodrigo que não sabe quem fez aquilo, nunca os tinha visto. Rodrigo pergunta se eles levaram a carta.

Em casa do padre, o padre entrega a Raul a carta que ele lhe pediu que guardasse.

Dois polícias aparecem em casa de Verónica à procura dela.

Guta vai a passar no corredor, quando percebe que Beatriz está trancada no quarto.

Guta abre a porta e Beatriz pergunta-lhe porque está trancada. Beatriz diz que a mãe dela enlouqueceu e pede emprestado o telemóvel de Guta.

Os polícias estão a perguntar, a Verónica, se saiu com os menores Jaime e Clara Mendes Varela, quando chega Diana e diz que foi ela que fez a denúncia, mas há um equívoco, pois tinha sido a sua empregada a sair com as crianças sem avisar. Descontentes com Diana, os polícias saem. Verónica pergunta a Diana se lhe armou uma cilada. Jaiminho, que vem de dentro, percebe que Diana mentiu.

Perturbada por a carta não aparecer, Yara insiste com Daniel para que haja resultados.

Na receção, Sofia fica aborrecida com Afonso por este querer saber se ela está bem e aconselha-o a procurar um psiquiatra.

Beatriz acusa Diana de ser um monstro.

Gonçalo alerta Felipa sobre as perguntas estranhas da avó, sobre Deus. Felipa percebe que é só com ele, que Pureza fala em Deus. Gonçalo sugere levarem Pureza ao psiquiatra. Vânia ouve tudo, atenta.

Vânia e Gonçalo acham que Gonçalo não sabe nada sobre Deus, mas querem testar a sua teoria.