Resumos

«A Impostora»: resumo de 13 a 19 de março

Resumo de 13 a 19 de março da novela A Impostora.

Episódio 145

Camacho avisa Yara que a vai levar, a bem ou a mal, para ser interrogada na PJ. Camacho agradece a Rodrigo. Yara percebe, incrédula, que a alegada venda da parte de Rodrigo no hotel foi apenas um isco para a atrair a Portugal.

Verónica fica feliz por Rodrigo lhe confirmar que Camacho deteve Yara para interrogatório, agradecendo-lhe pelo que fez.

Rodrigo diz a Verónica que, dificilmente, Yara irá escapar-se, pois o carro do assassino foi alugado pela MZ. O maestro confessa, à mãe da filha, ter ficado tocado por ela se ter preocupado com ele, quando o assassino os atacou. Os dois olham-se, com intensidade.

O assassino está no bar, gerido por Lázaro, quando recebe um envelope com dinheiro e um bilhete a ordenar-lhe que desapareça de circulação.

Ansiosa, Assunção despede-se de Felipa, que está de partida para Maputo, onde vai procurar Gonçalo. A mãe pede-lhe que tenha cuidado. As duas ficam surpreendidas ao ver Carolina descer as escadas, apressada, à procura de Pureza.

Pureza recusa-se a explicar, a uma incrédula Carolina, por que deu ordens para que o último carregamento de ouro para a fábrica não fosse entregue. Irada, Carolina avisa a avó que vai descobrir o que ela está a esconder.

Pureza diz a Assunção ter conseguido aplacar a fúria de Deus. Vânia ouve a conversa.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close