Resumos

«Destinos Cruzados»: resumo de 8 a 14 de julho

destinos cruzados

destinos cruzados

Resumo de 8 a 14 de julho de Destinos Cruzados.

Episódio 127

Lourenço tenta acalmar Bárbara e diz-lhe que escolheu casar com ela e que os dois vão ter um filho, logo não há motivos para inseguranças. Lourenço abraça Bárbara que, pela sua expressão, não acreditou no que o namorado disse.

Teté confronta Raimundo por causa das flores e pergunta-lhe se ele lhas deu por amor ou para colmatar uma culpa. Raimundo finge-se de ofendido e diz-lhe que nunca mais lhe oferece nada. Teté fica a sentir-se culpada, pois acha que foi injusta com o marido, enquanto Raimundo se penaliza por ter tentado disfarçar os seus erros.

Depois de ouvir Guga dizer a uma cliente que ela deve ter feito confusão em relação ao dinheiro que tinha na carteira, pois na Diamantes jamais alguém a roubaria, Tobias vê o colega a tirar dinheiro das meias e a guardar na mochila. Tobias fica atento e pergunta-lhe se ele não vai desfardar-se, mas Guga nega, pois vai direto para casa. Tobias fica em choque.

Sónia e Fernanda saem à noite para espairecer e Laura fica sozinha em casa. Aproveitando o fato de Sónia ter dito que o seu contrato estava assinado por Jaime, Laura decide revirar o quarto das raparigas para obter a assinatura. Assim que encontra o contrato, Laura começa a falsificar uma procuração supostamente passada por Jaime.

Moisés vê Guida na sala, sozinha, já à noite a comer um gelado. Moisés começa a fantasiar com a tia, até que não resiste e corre até ela. Moisés beija Guida, apaixonadamente e ela deixa-se ir. Por entre beijos apaixonados, Guida diz a Moisés que não podem, porque são tia e sobrinho. Moisés começa por ignorar as palavras da tia, mas depois afasta-se, dando-lhe razão a contragosto.

Luciano pergunta a Érica se ela pretende convidar Emília para o desfile de estreia que está aí à porta. A filha diz que não e mostra-se irredutível, dizendo que depois de tudo o que Emília lhe fez, ela não sabe se a pode perdoar. Érica corta a conversa e vai para o quarto, passando por Victória que estranha o semblante pesado da rapariga. Quando Luciano lhe conta o que se passou, Victória diz que ele podia convidar Emília e fazer uma surpresa a Érica. Luciano gosta da ideia.

No dia seguinte, Laura consegue falsificar a assinatura de Jaime na procuração e liga para o banco que Raimundo lhe recomendou. Laura fica satisfeita com os resultados e veste-se de forma a não ser reconhecida, com uma peruca, para ir ao banco.

Moisés conta ao pequeno-almoço a Guida a Emília que vai fazer as pazes com Nanda a avançar com o pedido para irem viver juntos. Guida tenta parecer inabalável, mas finge que tem uma coisa para fazer no quarto e sai a correr. Sozinha, Guida desaba num pranto e diz que se sente dividida entre o coração e a razão. Sentindo-se inspirada pelo sofrimento, começa a escrever uma canção.

Laura sai de casa já disfarçada e com a peruca e Inácio vê-a. Num estado delirante, Inácio não a reconhece como Laura e pensa que ela é Maria Helena quando era jovem.

Moisés vai à oficina falar com Fernanda e ela aceita ir viver com Moisés com a única condição de ser em casa dela. Moisés aceita, feliz da vida por ter Nanda ao seu lado.

Eduardo vai ao gabinete de Beatriz tentar convencê-la a voltar para ele. Beatriz volta a dizer-lhe que ele destruiu o que ela sentia por ele e que o casamento deles acabou. O fotógrafo finge que pretende matar-se pois a vida sem ela não faz sentido, mas Beatriz não vai na conversa dele e manda-o embora.

Tobias confronta Guga com a situação do roubo e, inicialmente, Guga nega tudo. No entanto, Tobias insiste, dizendo que gosta muito dele e não vai denunciar. Aproveitando a paixão que o amigo sente por ele, Guga diz que tem um problema e não sabe o que fazer. Tobias promete ajudá-lo.

Laura vai finalmente ao banco, onde o bancário confirma os dados que Laura deu, ao fingir ser advogada. Assim, o bancário leva-a ao cofre de Jaime e deixa-a a sós para ela levar o seu conteúdo. Ao abrir o cofre, Laura descobre dinheiro, joias e diamantes, ficando tão emocionada que nem sabe se há-de rir ou chorar.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close