Geral

TVI e RTP usam GfK em anúncios

tvivi
A TVI e a RTP acabam por utilizar os números da GfK para a publicidade.

A confusão permanece instalada no mercado audiovisual português, separado por duas medidoras de audiências aparentemente divergentes. Depois de terem abandonado o sistema audiométrico oficial e de avançarem com um regresso à Marktest, a TVI e a RTP veem-se agora pressionadas pelo mercado publicitário a usarem a empresa alemã para poder vender publicidade. Isto porque os anunciantes, fazendo parte da Comissão de Análise e Estudos de Meios, consideram e aceitam unicamente os números fornecidos pela GfK.

Numa notícia avançada pelo Correio da Manhã, foi possível adiantar, por fontes próximas do setor, que o abandono definitivo das duas estações da CAEM e do sistema de audiências ainda não aconteceu formalmente, revelando que dificilmente as agências aceitarão dois modos de faturação, já que, segundo Manuela Botelho – Secretária-Geral da APAN – «a faturação dos anunciantes tem sido sempre feita com os dados da GFK». André Marques, diretor da agência de meios Carat complementa a informação e revela que «não seria sustentável (…) e que qualquer métrica (painel audiométrico) tem de estar validada por todos os intervenientes» da associação.

Assim, a TVI, que culpabilizou o painel em vigor em relação à perda de milhões de euros, e a RTP, utilizam por enquanto os números fornecidos pela GFK para trabalhar com as agências e os anunciantes, podendo contornar a situação, ao confirmar a sua saída da associação, ainda que não resolva os problemas de desacordo que assolam a comissão.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close