Geral

TVE criticada pelo tratamento que deu ao desastre ferroviário

Foto: Diário de Notícias
Foto: Diário de Notícias
Foto: Diário de Notícias
Foto: Diário de Notícias

A TVE, emissora espanhola, está a ser alvo de críticas por ter noticiado a tragédia ferroviária, perto de Santiago de Compostela, considerada uma das mais graves de sempre de Espanha, duas horas depois e por ter recorrido a imagens de arquivo de um acidente ocorrido em 2003, em Alicante.

Enquanto canais estrangeiros como a BBC e a CNN fizeram emissões em direto, a TVE continuou com a sua habitual programação. Só noticiou a tragédia às 22h32m, enquanto esta aconteceu as 20h41.

A TVE ainda não justificou o facto de não ter acompanhado o descarrilamento em direto, provocando assim a ira da opinião pública nas redes sociais. Porém, para se redimir, fez, mais tarde, um especial informativo só sobre este assunto, avança o Diário de Notícias.

Até ao momento, 78 pessoas já morreram e 178 estão feridas, encontrando-se 32, incluindo quatro crianças, em estado grave, nos hospitais de Santiago de Compostela. A causa mais provável do descarrilamento deve-se a velocidade excessiva, já que Francisco José Garzón, o maquinista, estava a conduzir a 190 quilómetros por hora quando o máximo permitido era 80 naquela zona.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close