Geral

Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos apresenta nova queixa contra a Plural

plural

Foi há duas semanas que a Autoridade das Condições do Trabalho (ACT) fez uma visita aos recentemente inaugurados estúdios da produtora de telenovelas da TVI, depois de uma queixa por alegados vínculos precários na empresa. Contudo, o Sindicato dos Trabalhadores de Espetáculos (STE) apresentou agora uma nova queixa, anuncia a edição deste sábado do Diário de Notícias.

Esta estrutura sindical alega “más condições de trabalho”, de acordo com João Barreiros, responsável da Interjovem, organização sindical dos jovens trabalhadores que está a acompanhar o caso, acrescentando os motivos: “Os problemas de acesso aos novos estúdios na Quinta dos Melos, a falta de segurança e extintores dentro das zonas de gravação”,  são as razões que motivaram “o envio de uma nova queixa à ACT” na passada quarta- feira. “No caso das saídas de emergência ou não há ou foram tapadas, algumas delas com paredes de cenários”, revela fonte da estação ao referido jornal.

Contactada pelo DN, a administração da produtora defende que desconhece “a existência das queixas referidas, reforçando que se pauta pela garantia e promoção contínua das melhores condições de trabalho dos seus colaboradores”. Todavia, João Barreiros reitera: “Pedimos as conclusões dessa primeira investigação. Sabemos que, dos 600 trabalhadores em permanência na produtora, 70% a 80% estão com vínculos precários”. Uma fonte da empresa da TVI revela que na visita feita pela ACT à Quinta dos Melos, o organismo “não falou com os trabalhadores”, tendo apenas conversado “com a administração”, versão que é confirmada pela Plural, que acrescenta ainda que  foi “realizada uma extensa visita às instalações. O processo decorreu de forma normal e ao abrigo do sigilo inerente ao mesmo.

  • Abaixo aos burrros

    Cheira.me que alguém anda a pagar a alguém… 😉 

  • Acacio

    Também me parece. Será que há aqui ndedo de Carnaxide?! Serão as ressabiadas em acão? A inveja a funcionar…

    • Biller

      Que interesse teria a SIC em ver melhoradas as condições de quem trabalhada na Plural? Quanto pior a situação na Plural, melhor para a capacidade de recrutamento da SIC.

      • Abaixo aos burrros

        Ai você é tão tapadinho!! Tem todo o interesse… mas só não vê quem não o quer ver.

        • Biller

          Pensa comigo: quanto melhores as condições na Plural, mais difícil é para a concorrência cativar o interesse dos profissionais da Plural. Quem está bem , raramente muda. A melhor forma da SIC contratar profissionais da concorrências é estes terem piores condições, ou seja, havendo piores condições na Plural melhor para a SIC.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close