Geral

GfK quer entrar no mercado brasileiro

gfk-logo

gfk-logo

A GfK, empresa alemã e uma das maiores do mundo em pesquisa de mercado, responsável pela medição de audiências em Portugal, desde março de 2012, está a estudar a entrada no mercado do Brasil para competir como atual medidor brasileiro, o IBOPE.

Em Portugal, a empresa oficial que mede os níveis audiométricos televisivos e que renovou o painel em março de 2013, tendo por base os censos 2011, é contestada por RTP e TVI que impugnaram e rejeitaram as audiências da empresa germânica. A  insatisfação levou mesmo a estação de Queluz de Baixo a deixar de pagar o serviço e tomaram esta decisão por discordarem do sistema e continuarem a usar os dados fornecidos pela Marktest.

Recorde-se que esta não a primeira polémica a envolver a empresa, depois da GfK ter sido acusada na Ucrânia pelo canal Ru.Music TV, um operador de televisão local, de manipulação dos resultados no país. O episódio levou a TIC, entidade que regula a medição de audiências nesse país a substituir a GfK pela Nielsen.

  • Não acredito nesses resultados

  • nao

  • Nop

  • SIM

  • Esperamos que se for para vir outro instituto e continuar com a mesma fraude do Ibope no Brasil e na América Latina, que não venha. Pelo que vejo, em Portugal muitos canais não estão satisfeitos com seus índices atuais.

  • nao

  • com o sistema cheio de falhas e aldrabado que eles usam em portugal imagino o descalabro que era ler as audiências no brasil. Já nem deviam estar a operar cá.

  • Não.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close