Geral

Mulher velada apresenta pela primeira vez jornal na televisão pública do Egito

EGYPT-CULTURE-TELEVISION

 

A jornalista Fatma Nabil tornou-se na primeira mulher do Egito a apresentar o noticiário da televisão estatal usando um véu.

A jornalista que protagonizou um feito ao aparecer, no ecrã com o «hijab» (véu islâmico), considerou que, com este passo, se corrige “uma situação estranha e anormal” no Egito, onde a maioria das mulheres usa véu, condenando a política seguida pela televisão durante o mandato de Hosni Mubarak e os seus antecessores, quando as mulheres veladas eram convidadas a assumir postos longe das objetivas das câmaras.

“A jornalista velada era discriminada”, afirmou Fatma Nabil, em declarações à EFE depois da transmissão que constitui um marco histórico do Egito desde a revolução e da entrada de Salah Abdel-Maksoud, o novo ministro da informação.

“É uma vitória da Revolução de 25 de Janeiro, uma liberdade individual e um direito previsto na constituição” declarou Ibrahim al Sayad em declarações à Al Jazeera.

De acordo com a agência de notícias oficial egípcia, Mena, outras jornalistas aparecerão com o véu na mesma e em outras estações públicas de televisão nos próximos dias, pondo fim a uma política que a televisão estatal reforçou ao longe de meio século de história.

  • “Um feito”, “uma vitória”, “uma liberdade individual” (…)

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close