Geral

Manuela Moura Guedes: “Nunca fui dependente da televisão”

manuela moura guedes

Foi à última edição da revista Flash que Manuela Moura Guedes confessou não sentir falta de estar à frente das câmaras. Afastada dos ecrãs nacionais há cerca de dois anos, a mulher José Eduardo Moniz adiantou que quando conduzia um noticiário sentia uma grande ansiedade que não apreciava: “Nunca fui dependente da televisão, de estar no ecrã. Aliás era uma coisa que me causava ansiedade”.

Apesar de tal realidade, a verdade é que a jornalista sente vontade em algumas situações de explorar um determinado acontecimento como no passado: “Por vezes, quando vejo um ou outro acontecimento, tenho pena de não estar a acompanhar. Não pela televisão em si, mas em termos jornalísticos”.

De salientar igualmente a presença de Manuela Moura Guedes numa crónica do jornal Correio da Manhã. É lá que os portugueses poderão ler o seu ponto de vista e acompanhar algumas das suas entrevistas.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close