Geral

GfK provoca alterações nas audiências do Brasil

audiências

audiências

À semelhança das mudanças que ocorreram em Portugal, no ano passado, a alemã GfK prepara-se para entrar no mercado Brasileiro, o que, desde logo, fez com que a atual medidora das audiências da televisão do país – Ibope – fizesse alterações nos seus serviços.

De acordo com o que o Jornal Folha de São Paulo divulgou, o Ibope pretende aumentar a amostra de medição de audiências no Brasil. Atualmente com 4.500 domicílios, a empresa já propôs aos seus clientes chegar aos 5.850 domicílios. Esta ampliação vai originar um custo adicional de R$10 milhões/ano (cerca de 3,500 milhões de euros).

Ao que parece, a GfK pretende chegar ao mercado brasileiro com uma amostra de 8.000 domicílios, o que é substancialmente superior ao painel audimétrico do Ibope. Sem confirmar que a alteração no painel se deve à chegada da GfK, o Ibope refere que se tratou de um pedido dos seus clientes.

  • asdfgf

    Dizem que o dinheiro não tem pernas, mas aqui está a prova de que a corrupção tem 8)

  • Pedro R.

    A GfK só entra no Brasil se a Globo tiver a certeza de que aumenta a audiência. Em São Paulo, estado de referência no mercado, o canal perdeu bastante audiência (embora as concorrentes, regra geral, também) e quer voltar a médias acima dos 16/17 pontos. Noutros tempos, outras empresas tentaram entrar no mercado audiométrico mas, por bloqueio da Globo, não duraram muito tempo.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close