Geral

De ator para realizador. Diogo Morgado é um dos mentores de «Malapata»

Diogo Morgado, que habituou o público a vê-lo nos mais diversos papéis na ficção, dá-se agora a conhecer como realizador. Malapata é a sua primeira longa metragem que chega às salas de cinema na próxima quinta-feira, dia 16 de março.

«Nunca escondi que esta é a minha verdadeira paixão. Eu sou ator mas, essencialmente, sou um contador de histórias. No papel de realizador acabas por ter muito mais controlo na história que estás a contar e de que forma isso chega às pessoas», disse Diogo Morgado que, no Malapata, trabalhou «entre amigos» durante os 13 dias de gravações. Ainda assim, o espírito foi sempre «de festa» e sem «receios» à mistura: «Nunca me senti limitado ou policiado. Estive numa constante vibração e com a adrenalina ao máximo», afirmou ao site A Televisão.

No filme, Marco Horário e Rui Unas são os protagonistas. O que devia ser um final de sorte, até porque estamos a falar de um bilhete premiado de três milhões de euros, transforma-se numa sequência de azares. Música e «muito humor» são os ingredientes deste primeiro Malapata.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close