Geral

Crise em Portugal dispara audiências

audiencias

audiencias

A crise política que assolou Portugal na semana passada fez disparar as audiências.

Foram cerca de 2,6 milhões de portugueses acompanharam, esta quarta-feira, a declaração de Cavaco Silva. Segundo revela o SOL, quase um milhão de espectadores estiveram a seguir as palavras do Presidente da República. Estes números tão elevados costumam-se registar em jogos de futebol decisivos.

Foi no passado dia dois de julho que Paulo Portas apresentou a sua demissão e foi também o dia em que que a SIC Notícias registou o seu melhor share do ano, com 3,7% de quota de mercado. De facto, com a crise política que se viveu em Portugal, este não foi o único canal a registar recorde de audiências.

A TVI24 registou a sua melhor semana do ano nos dias em que a coligação PSD-CDS abanou, com uma audiência média de 2,7%, ou seja, o canal de informação de Queluz de Baixo obteve uma subida de 60% da sua quota de mercado face às quatro semanas anteriores. De acordo com a TVI, citando dados da Marktest, o canal de informação da TVI registou uma audiência média de 30 mil espectadores por minuto para o total diário e de 60 mil no seu horário nobre.

Já o canal de informação da RTP, na semana antes da crise política registou um share médio de 0,9%, enquanto que na semana de demissão de Vítor Gaspar e de Paulo Portas (não aceite) subiu para os 1,3%.

Uma fonte oficial da Cofina referiu ainda ao SOL que a CMTV também registou um aumento de audiências: «especificamente nos noticiários e nos especiais sobre a crise política».

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close