Geral

Carlos Pinto Coelho fala da Telecinco

O jornalista Carlos Pinto Coelho é o porta-voz da Telecinco, a empresa que apresentou um projecto para o quinto canal português, a par da ZON. O jornalista conta, em entrevista, que Emídio Rangel não entrou logo no projecto “porque já estava comprometido com o inimigo”.

Leia a entrevista, na íntegra, do jornal “Correio da Manhã”:

Correio da Manhã – A Telecinco contestou a candidatura da Zon, mas a ERC disse estar tudo bem. A Telecinco vai recorrer?

Carlos Pinto Coelho – Os nossos juristas estão a examinar se há matéria para interpor um recurso ou não. Se considerarem que a infracção que eles alegam é de substância então interporemos, se é uma fracção apenas administrativa ou jurídico-formal, deixamos correr a carroça.

– O investimento da Telecinco é superior a 40 milhões de euros?

–Eu não disse isso, o que disse quando me perguntaram se este projecto era superior ao do Rangel para a Zon (30 milhões) foi: ‘Então o meu é mais caro.’

– Os investidores são portugueses ou luso-angolanos?

–É dinheiro exclusivamente português.

– Mas quem está por trás, o BCP?

– Deixem-nos ganhar o concurso e tudo se saberá no dia.

– Não fala em dinheiros, em investidores, não há uma novidade?

– Dentro de 48 horas está concluído o site da Telecinco- www.telecinco.pt.

– A crise económica no meio não os intimidou/a?

– Com certeza que sim, agora se estamos aqui é porque estamos confiados. Nós não somos inconscientes.

– A Telecinco fará serviço público?

–A Telecinco é, por definição, credora do serviço público porque este quinto canal é um bem público, tem que ser utilizado a cem por cento. O serviço público é transversal. Eu faço serviço público ao relatar bem um jogo de futebol, ao pôr uma boa série para crianças…

– E a sede deste 5.º canal é?

– Na rua Castilho, na produtora da filha do Emídio Rangel. A Ana Sofia foi, desde o início, grande entusiasta do projecto e é uma grande profissional.

– E o Emídio Rangel já lhe ligou? E por que é que ele não entrou logo?

– A mim não ligou. Ele não entrou logo porque já estava comprometido com o inimigo [risos].

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close