Geral

Canal Parlamento adiado para dezembro na TDT

canal parlamento 2

O Canal Parlamento, só vai iniciar as suas emissões na TDT duas semanas após o visto do Tribunal de Contas (TC) sobre o contrato anual de 420 mil euros com a PT.

«O custo anual do acordo com a Portugal Telecom (PT), para a emissão [do canal Parlamento] na Televisão Digital Terrestre (TDT), é de 420 mil euros anuais», refere o gabinete da Secretaria-Geral da Assembleia da República, em declarações ao Jornal de Notícias.

Atualmente, o contrato necessita de fiscalização prévia do TC e, aguarda-se-se que «a AR TV – Canal Parlamento» inicie as suas emissões na TDT 15 dias depois do visto do TC. Este processo pode levar até trinta dias, ou seja, o canal apenas poderá estar a emitir na TDT em dezembro.

«Para além da negociação pormenorizada sobre os termos da contratação, a Assembleia da República tem também de cumprir a tramitação e os prazos impostos pelo Código de Contratos Públicos, bem como a legislação aplicável em matéria de realização da despesa pública», refere o gabinete da Secretaria-Geral da AR.

Recorde-se que o início de emissões do Canal Parlamento em sinal aberto já teve diversas datas para começar a ser emitido na TDT, mas tem vindo a ser sucessivamente adiado.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close