Geral

Anunciantes vão assumir presidência da CAEM

audiencias

audiencias

A Comissão de Análise de Estudos de Meios (CAEM) pode conhecer uma nova presidência, já no próximo dia 7 de maio. Na assembleia geral da próxima terça-feira, Luís Marques deverá abdicar da presidência, que tem como principal candidato a Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN), adianta o jornal Correio da Manhã.

Ao que a publicação apurou, depois de RTP e TVI terem visto o pedido de auditoria independente ao serviço de medição de audiência negado, e terem ameaçado levar o caso a tribunal, Luís Marques vai abandonar a presidência que deverá  ser entregue aos anunciantes. António Casanova, vice-presidente da APAN, em representação da Unilever Jerónimo Martins, será o novo presidente, avança o CM.

A questão que envolve as duas estações e a auditoria  vinculativa ao sistema de medição não está, no entanto, no calendário da nova direção que deverá tomar conta  da Comissão que reúne canais, anunciantes e agências de meios. «As exigências que foram feitas [pela RTP e TVI] em momento algum foram aceites pela APAN, mas se houver novos cenários em cima da mesa a APAN irá, com certeza, avaliá–los», contou ao Correio da Manhã, Manuela Botelho, secretária-geral da associação.

Por resolver está ainda o diferendo com pagamento do serviço à GfK. Segundo o jornal do grupo Cofina em 2012 foram poucos os associados da CAEM a pagar pelos dados de audiências e em 2013 nem todos o estão a fazer. Entre os devedores está a estação de Queluz de Baixo, a TVI, que usa inclusivamente os dados da Marktest para conferir o consumo televisivo em Portugal.

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close