Cabo

SIC Caras estreia até ao final do ano

Logótipos da Caras e da SIC
Logótipos da Caras e da SIC
Logotipos da Caras e da SIC
Logótipos da Caras e da SIC

Em Portugal, os canais por cabo começaram já, e cada vez mais, a conquistar alguns telespectadores, que antes se viam totalmente fiéis aos generalistas. A SIC foi a estação pioneira (entre a RTP e a TVI) nesta conquista dos canais temáticos, com o lançamento do canal SIC Gold no ano 2000. Seguiram-se a SIC Notícias e a SIC Radical (em 2001), a SIC Mulher (em 2003) e a SIC K (em 2009), sendo que em 2013 seja lançado um novo canal.

SIC Caras é o nome mais apontado para o novo canal da SIC, que está a ser construído a passo e passo por Pedro Boucherie Mendes, diretor dos canais temáticos da estação, ainda que com poucos meios, uma vez que a estação não pode fazer grandes investimentos. Mas, apesar das limitações, a SIC usará, para além dos seus meios já existentes, os conteúdos pertencentes à revista Caras, uma vez que o canal está a ser edificado com base na revista do grupo Impresa (mesmo grupo a que pertence a estação de Carnaxide).

Os detalhes a cerca do canal ainda são poucos, até porque a sua estreia, antes marcada para o dia seis de outubro, dia de aniversário da SIC, foi adiada para o final deste ano. As únicas informações que existem é que a programação não será direcionada para conteúdos portugueses, mas sim para estrangeiros, sendo que «90% da programação deverá ser internacional e só 10% serão conteúdos nacionais», segundo revela uma fonte próxima do projeto à Correio TV, acerca do canal que será um exclusivo ZON.

Este não é o único projeto que a SIC pondera lançar no universo do Cabo. Para o ano de 2014, e dependendo do sucesso da SIC Caras, um canal de música, desta vez em associação com a Blitz, está planeado.

/* ]]> */