Cabo Globo

Giovanna Antonelli promove «Sol Nascente» em Portugal

Sol Nascente, cujo último episódio foi exibido em março passado no Brasil, é a próxima novela da TV Globo a chegar a Portugal. As gravações terminaram há duas semanas e, como tal, «ainda está tudo na memória». As palavras são de Giovanna Antonelli que esteve à conversa com o site A Televisão para falar da nova aposta do canal brasileiro.

Sem nunca ter estado no horário das seis, Giovanna Antonelli aceitou o convite de protagonizar Sol Nascente por uma questão «simbólica». «O Walter Negrão foi o autor da minha primeira novela [Tropicaliente, 1994]. Reencontrá-lo 23 anos depois e fazer um protagonista dele tinha um valor muito emocional», disse. Foi, também, uma oportunidade de trabalhar com o marido Leonardo Nogueira, que assumiu a direcção artística do projeto: «Estamos casados há dez anos e só trabalhei com ele três vezes. As nossas agendas não se encontram e nunca conseguimos tirar férias juntos».

De regresso à ficção «sem férias», semanas depois de gravar a última cena de A Regra do Jogo, Giovanna Antonelli encontrou uma novela diferente do habitual. «As novelas têm histórias que não são geralmente positivas e contam um pouco do nosso dia a dia que tem maldade e traição. De repente, você liga a televisão e escuta uma novela a falar de amor, família e amizade», afirma a protagonista de Sol de Nascente que resgatou «um sentimento de três sistemas» até então nunca antes «falado ao mesmo tempo» em ficção televisiva. A nova novela da Globo, que estreia dia 29 de maio às 20 horas, tem «um temperamento de vilania», no entanto, a prioridade é dada às coisas positivas da vida.

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close