Cabo

Conheça os documentários «Mayday: Desastres Aéreos» de outubro

National_Geographic_channel

«Mayday: Desastres Aéreos» continua a ser aposta para o National Geographic Channnel em outubro, depois de ter estreado a 03 de setembro.

A série documental que mostra os pormenores das investigações e revela as causas de desastres aéreos, vai continuar a ser emitida à segunda-feira. Assim, é já no dia 01 que poderá assistir a «Mayday: Desastres Aéreos: Aterragem de emergência em Iowa»,onde um dos três motores o voo 232 da United Airlines explodiu ao sobrevoar o estado de Iowa. Segue-se «Mayday: Desastres Aéreos: Recuperar o Controlo»,  onde é retratada a tentativa de os pilotos manterem o avião sob controlo quando uma das turbinas se desencaixa. Já a meio do mês, «Mayday: Desastres Aéreos:Fogo no Porão», onde um avião se despenha depois de ter detetado fogo no porão. Por último, dia 22, «Mayday: Descolar no Meio de Tufão», no qual os pilotos perdem o controlo do voo 006 da Singapore Airlines ao tentarem descolar. Conheça agora em pormenor o horário e a sinopse de cada documentário:

«Mayday: Desastres Aéreos: Aterragem de emergência em Iowa»

Horário: segunda-feira, dia 01 de outubro, às 23h00

No dia 19 de julho de 1989, o voo 232 da United Airlines sobrevoava o estado do Iowa, a mais   de 11 mil metros de altitude, quando um dos três motores explodiu. Os pilotos desligam-no mas  depressa descobrem que tinham um problema mais grave entre mãos.  Apesar dos esforços,  os pilotos não conseguiram restabelecer a rota do voo. O avião, um DC-10, tinha sofrido uma  falha geral nos sistemas hidráulicos, e os pilotos  só conseguiam manobra-lo alternando a energia dos dois motores que restavam. Os pilotos conseguiram levar o avião até ao aeroporto mais próximo mas, sem conseguirem colocar as asas para uma aterragem normal, não tiveram alternativa se não manter os motores em funcionamento. Depois de uma colisão que vitimou  111 das 296 pessoas que seguiam a bordo, coube aos investigadores descobrirem o que tinha falhado num sistema infalível. 

«Mayday: Desastres Aéreos: Recuperar o Controlo»

Horário: segunda-feira, dia 08 de outubro, às 23h00

No dia 8 de junho de 1983, o voo 8 da Reeve Aleutian Airlines, um Lockheed L-188 Electra, seguia a 5800 metros de altitude sobre o Oceano Pacífico, na rota que ligava as cidades de Cold Bay, no Alasca, a Seattle, Washington, quando uma das turbinas de um dos seus quatro motores turbo se desencaixa e faz um buraco na fuselagem. Abalados pela descompressão da explosão, os pilotos tentam manter o avião sob controlo enquanto a cabine e o cockpit são invadidos por um fumo espesso. Com os motores sob uma imensa pressão e com a coluna de controlo comprimida, os pilotos não conseguiam mesmo dirigir o avião. Incapazes de descer até uma altitude segura e com as reservas de oxigénio de emergência a chegarem ao fim, o avião dirige-se assim para o mar prestes a despedaçar-se. 

«Mayday: Desastres Aéreos:Fogo no Porão»

Horário: segunda-feira, dia 15 de outubro, às 23h00

No dia 11 de maio de 1996, no voo 529 da ValuJet, um DC-9, tendo Atlanta como destino, a  tripulação ouve um barulho estranho pouco depois de levantar voo em Miami. Quase de imediato, começam a ser atingidos com mensagens de  alerta de avarias mecânicas. Inicialmente, é detetado um problema elétrico. As baterias do avião estavam a consumir-se muito depressa. Mas em poucos minutos a situação fica ainda pior. Os pilotos ouvem gritos de “Fogo!” vindos da cabine e o fumo invade o avião, a tripulação tenta regressar ao aeroporto. Para os passageiros, não parecia haver fuga possível daquele inferno. Atingindo o solo a 800 quilómetros por hora, o avião despenha-se nos Everglades, Flórida, matando todas as 110 pessoas que seguiam a bordo. 

«Mayday: Descolar no Meio de Tufão»

Horário: segunda-feira, dia 22 de outubro, às 23h00

No dia 31 de outubro de 2000, o voo 006 da Singapore Airlines, um Boeing 747, prepara-se  para descolar no Aeroporto Taipeis Chiang Kai-shek enquanto a Tailândia era atingida por um intenso tufão. Tendo como destino Los Angeles, o avião tinha que levantar voo antes de ser atingido pela tempestade. Mas enquanto o 747 percorria a pista, subitamente, os pilotos perdem o controlo da aeronave que acaba por embater violentamente no solo, despedaçando-se. Os sobreviventes apressam-se a fugir dos destroços em chamas e das 170 pessoas que seguiam a bordo, 83 acabam por morrer. Com muitos dos destroços na pista adjacente, os  investigadores pensam que os ventos fortes podem ter desviado o avião da rota. Mas quando descobrem marcas de pneus numa pista que estava a ser construída, chegam a uma conclusão terrível. 

/* ]]> */

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. mais informações

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close